Daily Line:“Indagações”

POSSUI SPOILER DO LIVRO 9 | Leia outros em Trechos da Diana

trechos da diana

#DailyLines #LivroNove #NãoNãoEstáTerminado #TalvezEm2017 #TalvezNão#QuemSabe? #Indagações

William meio que esperava que suas indagações a respeito de Lord John Grey o mantivessem na ignorância total ou o levassem até a notícia de que seu senhorio havia retornado à Inglaterra. No entanto, não foi o que aconteceu. Um empregado de Sir Archibald Campbell imediatamente lhe deu o endereço de uma casa em Garden Street e foi com o coração aos pulos e com um nó no estômago que ele desceu os degraus do quartel de Campbell para encontrar Cinnamon, que o aguardava do lado de fora.

Mas, a sua ansiedade desapareceu no instante seguinte, assim que viu o próprio Sir Archibald subindo a rua, com dois assessores ao seu lado. O impulso de William era  de colocar o chapéu, cobrir o rosto com ele e desaparecer em uma tentativa de não ser reconhecido. Seu orgulho, já ferido, não iria admitir nada disso e, então, ele desceu a rua com a cabeça erguida e acenou majestosamente para Sir Archibald quando por ele passou.

“Tenha um bom dia, senhor,” ele disse. Campbell, que dizia alguma coisa para um dos assessores, olhou para cima distraidamente e, então, parou abruptamente e enrijeceu.

“Que diabos você está fazendo aqui?” ele perguntou com o rosto largo escurecido como uma costeleta queimada.

“Assunto meu, senhor, nada do seu interesse,” disse William educadamente enquanto passava por ele.

“Covarde,” disse Campbell com desprezo, pelas suas costas. “Covarde e depravado. Saia da minha frente antes que eu mande prendê-lo.”

A mente lógica de William lhe dizia que as relações de Campbell com Tio Hal estavam por trás daquele insulto e que seria melhor não levá-lo pelo lado pessoal. Ele deveria continuar caminhando como se não tivesse escutado.

ixzitkVBagF3U79TNIDnHQ6etm_Q3LVlI07IttXBKOceJxFPc

William virou-se esmagando o cascalho sob o calcanhar e o fato de apenas a expressão do seu rosto ser capaz de fazer com que Sir Archibald ficasse branco e pulasse para trás foi o suficiente para que Cinnamon desse três passos largos e agarrasse seus braços por trás.

“Vamos, seu idiota,” ele sussurrou no ouvido de William em francês . “Vite!” Cinnamon era quase 20 quilos mais pesado do que William, e ele conseguiu o que queria, embora, na verdade, William não tenha lutado com ele. Ele não se virou, mas recuou em direção ao portão, sob imposição de Cinnamon, com os olhos em brasa fixados no rosto manchado de Campbell.

“O que há de errado com você, gonze?” Cinnamon perguntou quando já estavam a salvo longe do portão e longe da vista da mansão de tábuas. A curiosidade simples na sua voz acalmou William e ele passou a mão pelo rosto antes de responder.

“Sinto muito,” ele disse dando um suspiro. “Aquele…aquele homem é o responsável pela morte de uma, uma jovem. Que eu conhecia”

Merde,” disse Cinnamon, voltando os olhos para a casa. “Jane?”

“Como… onde você conseguiu esse nome?” William exigiu uma resposta. O nó no seu estômago tinha se incendiado e derretido, restando apenas um buraco queimado. Ele ainda podia ver mãos dela, seus dedos longos e brancos cruzados sobre o peito, com os pulsos dilacerados e habilmente atados em preto.

“Às vezes, você fala sobre isso enquanto dorme,” disse Cinnamon com um encolher de ombros.

Fonte: Diana Gabaldon
Data de publicação: 16/10/2015

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, nos siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s