Outlander 1×08: Both Sides Now

resenhas

“Agradeço se tirar as mãos de minha esposa.”

5da8fd5313a76b8fe06e969a572b9a7d

O casamento aconteceu, a lua de  mel também, Jamie e Claire se ajustaram um ao outro rapidamente, mãos dadas, carinhos, olhares e conversas íntimas demonstrando que a ligação deles é verdadeiramente especial. Foi lindo e adorável, mas há uma aliança dourada no dedo de Claire que faz com que ela e nós também lembremos que Frank a ama e a espera em 1945. E que mesmo após momentos de sedução, entrega e nascimento de um novo amor, essa mesma aliança dourada correndo pelo chão do quarto ou brilhando em sua mão, faz com que reacenda em nossa Sassenach vários sentimentos de confusão, mas como nós, apaixonados por James Fraser conseguiríamos entender que essa confusão é verdadeira e necessária? Simples, mostrando como Frank ficou em seu mundo sem Claire, a desolação que tomou conta dele, recusando-se a esquecê-la e afirmando o seu amor por ela. Frank busca desesperadamente por Claire e luta contra uma investigação decepcionante sobre o sumiço de sua esposa, ele não aceita que digam que ela fugiu com outro homem, aquele Highlander ou fantasma que ele viu olhando para sua janela no primeiro episódio. A governanta do reverendo Wakefield dá a dica que Claire pode ter viajado no tempo como contam as lendas sobre a colina das fadas, mas Frank é um homem da razão e decide deixar Inverness.

Claire conhece um amigo de Jamie, Hugh Munro que além de informar Jamie sobre uma possível testemunha que poderia inocentá-lo do crime que ele foi acusado, também dá um presente de casamento para Claire uma Libélula no Âmbar, uma referência ao segundo livro da saga.

Outlander-1x08-Both-Sides-Now-outlander-2014-tv-series-37583787-900-506

Durante a noite eles são atacados por bandidos e no outro dia Claire ganha uma Sgiah Dubh, uma adaga secreta e aprende com Angus como utilizá-la. Jamie e Claire estão a cada momento mais envolvidos, há sim muita paixão e tesão entre eles, não tenho como não voltar a falar da química que há entre Sam Heughan e Caitriona Balfe.

E em um desses momentos íntimos em que estão no campo, são interrompidos por dois desertores ingleses que tentam estuprar Claire, ela lembrando das lições recentes consegue matar o seu agressor e Jamie o outro. Gostei muito de como a cena foi contada pelo ponto de vista de Claire, como se estivéssemos vivendo todo o medo, o choque, os tremores, sentindo o frio e vendo o sangue em suas mãos pelos seus olhos. Também vimos Jamie preocupado e insatisfeito por não ter conseguido protegê-la e chegando a tremer de tanta raiva.

Claire está em choque é claro, ela já havia visto homens morrendo, mas nunca foi obrigada a matar e é evidente que ela está brava com tudo o que aconteceu com ela, afinal ela foi quase violentada e essa não foi a primeira vez desde que chegou nesse mundo tão hostil. Jamie pede que ela prometa que vai ficar esperando com Willie, enquanto ele vai se encontrar com o soldado desertor que pode inocentá-lo. Mas basta Willie sair para atender ao chamado da natureza, que ela andando pela floresta percebe que está a poucos metros das pedras, aquelas pedras que ela tanto buscou e que ela tanto ansiou por ser o único meio de reencontrar Frank.

10321699_379034405555029_3171678981466243508_o

E em 1945 vemos um Frank abandonar a sua teimosia provando que o seu amor por sua esposa é maior que qualquer teoria racional. Quando Claire e Frank estavam a poucos centímetros de se reencontrarem, chegam os casacas vermelhas para levarem Claire presa.

Sou apaixonada por Jamie, mas nesse episódio foi impossível que eu não me emocionasse com a dor e o amor de Frank por Claire. E como Tobias Menzies e Caitriona Balfe são atores maravilhosos, que desempenho sensacional e isso sem que Black Jack Randall aparecesse, pois Claire é levada até ele e esquecemos completamente que aquele ator era o mesmo que a poucos minutos encarnava o doce e apaixonado Frank, assim como Caitriona faz com que a sua Claire seja bem diferente quando está frente a frente com BJR.

E BJR é mau e como eu amo odiá-lo, Claire até tenta enganá-lo só que BJR é formado na escola da astúcia, sacanagem e maldade; e não cai na história que Claire cria sobre a sua relação com o Duque de Sandringham. Mas foi tão bom ver Claire confiante, cheia de graça e com uma sutileza orgulhosa por achar que havia conseguido ganhar de BJR, ela até fez que ele engasgasse com o seu vinho.

Mas o danado é do mal e sempre anda com um kit de tortura à mão, ele a amarrou e pediu ao soldado que não incomodasse em hipótese alguma acontecesse o que fosse, e não é que aconteceu! James Fraser surgiu na janela para salvar o dia, a sua amada, os nossos corações e arrancar nossas calçolas de vez, que HERÓI e que homem é esse!!!

Outlander-1x08

Eu me recordo que quando assisti esse episódio fiquei me roendo por ter de esperar por seis meses pelo retorno da série e de imaginar Jamie parado naquela janela, enquanto BJR ficava com a faca no pescoço da Claire que estava com os peitinhos e a bela retaguarda de fora, foi difícil demais. Foi um episódio bom, claro que depois do episódio anterior e da forma como fomos impactados será difícil não pensar em cenas mais quentes de Jamie e Claire, nesse episódio ficou bem evidente que nada na vida é simples e sempre há dois lados ou até mais lados. Desde o começo Claire sempre quis voltar para o seu mundo e para junto de Frank, ela se envolveu, foi obrigada a se casar, gostou e mesmo sem saber está apaixonada por esses dois homens. Jamie sempre foi apaixonado por Claire mesmo não a entendendo e Frank mostrou todo o seu amor e devoção por Claire. Dois homens honrados e apaixonados por uma mulher impressionante e inesquecível.

Outlander é uma série apaixonante com uma história de personagens complexos, com histórias complexas e totalmente viciante. Que bom que dessa vez só terei de esperar uma semana pelo próximo episódio que promete muitas emoções com cintos e punhais.

Out¹ : Eu adorei ver o pequeno Roger com os seus grandes olhos e com certeza vou adorá-lo no futuro também.

OUT² : Quero muitas e muitas cenas como na lua de mel, ainda com saudades do episódio The Wedding.

OUT³ : Muito obrigada Angus pelas lições e agora sei perfeitamente como apunhalar as pessoas corretamente.

OUT4 : Foi triste ver Frank abrindo a mala de Claire olhando suas roupas, a foto deles em seu casamento, as luvas dela, tudo tão melancólico.

OUT5 : Jamie sendo Jamie: “Agora sei porque a igreja chama isso de sacramento. Porque me sinto um Deus quando estou dentro de você.” Já disse que eu te amo hoje James Fraser? Hahahaha

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, nos siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s