Daily Line: A alma dos cães

POSSUI SPOILER DO LIVRO 9 | Leia outros em Trechos da Diana

trechos da diana

#DailyLines #VÁDIGAÀSABELHASQUEPARTI #Livro9 #não #definitivamentenão#positivamentenão #Eudireiquandoestiverquase #aalmadoscães

Eu olhei para baixo e vi Jamie surgindo no meio dos salgueiros que margeavam o riacho enxotando as crianças que vinham na sua frente como se fossem um rebanho de pequenas ovelhas desobedientes, esbarrando umas nas outras com risadinhas. Não era a primeira vez que eu sentia a falta de Rollo; ele teria dado conta daquela tarefa com as próprias mãos – ou patas, com muito entusiasmo, e fiz o sinal da cruz com um sorriso triste.

“Você acha que é apropriado orar pela alma de um animal?” Eu perguntei a Roger, que estava acendendo o fogo auxiliado por Mandy, que lhe entregava galhos secos e outros objetos que achava que deveriam ser incluídos. Ele se levantou, limpou as mãos e sorriu para mim.

“Eu acredito que qualquer oração é uma boa oração, mas não acho que os Presbiterianos tenham alguma doutrina com relação aos animais. Qual animal você tinha em mente? Porque se for a White Sow…”

“Não,” eu disse pensativa. “Estou certa de que White Sow está muito além da redenção. “Eu estava pensando em Rollo.”

“Ah, cães. Não, querida, o fogo já está bem alto, precisamos deixa-lo queimar um pouco para que a vovó possa ter carvão para cozinhar o jantar. Vá lavar as mãos, e talvez seu rosto também enquanto estiver lá, está bem?”

“E peça a Germain para trazer um balde com água, viu Mandy?” Eu disse quando ela já se afastava. Ela concordou amigavelmente e foi embora na direção do poço. Levava Esmeralda no braço e o avental maltrapilho, agora sujo de carvão, batendo nas suas pernas.

“Cães,” ele repetiu voltando a atenção para mim. “Bem… uma vez, conheci um padre católico em Inverness, ele cantava no coro de St. Stephen, só por diversão, você sabe, um belo barítono, bom, de qualquer maneira, eu o levei para tomar uma cerveja em uma noite e no meio do caminho passamos por alguns cachorros. Ele tinha acabado de perder um dos seus animais de estimação, um cãozinho muito fofo e doce que tinha vindo com ele para praticar e enrolar-se aos seus pés enquanto ele cantava. Então, eu sugeri um brinde a Tippy e todos no bar juntaram-se a nós. Bom, um sujeito chamado Peter, Peter Drummond, Padre Pete era como eles o chamavam, perguntou a ele se os cães possuem almas.”

“É claro que sim.” Jamie havia dispersado seu rebanho e subido a colina a tempo de ouvir o final da conversa. “Como você pode olhar nos olhos de um cachorro e duvidar disso?”

“Bem observado,” eu disse. “Mas a questão é… espere um pouco. Por que você está molhado? Ele estava descalço e a bainha do seu kilt estava escura e pingando.

“Eu tive que entrar no riacho para buscar Orrie Higgins. Ele se assustou quando Myers entrou na água e…”

“John Quincy está no riacho?”

“Sim, ele está se lavando e também lavando algumas roupas. Amy Higgins lhe deu um sabão para o trabalho. Mas o que vocês estão conversando sobre a alma dos cães?”

“Eu queria saber se é apropriado fazer uma oração pela alma de um cão,” eu expliquei. “Você sabe, Rollo…”

“Se alguma vez na vida eu encontrei algum cachorro com uma chance melhor no céu, eu não me lembro.” Jamie balançou a cabeça. “Ele era um bom cão.”

“Sim, ele era,” Roger concordou. “Mas eu estava justamente dizendo à Claire a opinião de um padre que conheci. Ele dizia que os cães são puro amor e, portanto, quando morrem, vão instantaneamente para o céu, na presença de Deus. Então, teoricamente, eles não precisam de oração.”

Jamie produziu um som escocês de aprovação àquele raciocínio teológico.

“Eu quero um cachorro!” disse Mandy, voltando com Germain e o balde com água.

“Nós ‘pode’ ter um cachorro, papai?”

“Mais tarde,” disse Roger, acrescentando em voz baixa. “Peça para a sua mãe.”

“Nós precisamos de uma casa primeiro,” eu disse a ela. “O cachorro vai precisar de um lugar para dormir.”

“Ele pode dormir comigo.”

“Ele pode querer comer a Esmeralda,” disse Germain, provocando a menina. Mandy apertou a boneca no peito, franzindo o cenho para ele.

“Não! Vovó, diga para ele que não!”

“Para Germain ou para o cachorro?” eu perguntei. “Jamie, me ajude com isso, sim? E onde estão Jem e Fanny?

Fonte: Diana Gabaldon
Data de publicação: 12/04/2018

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, nos siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s