Daily Line: “Jamie e Roger”

POSSUI SPOILER DO LIVRO 9 | Leia outros em Trechos da Diana

trechos da diana

#LinhasDiarias #LivroNove #NaoAindaNaoSaiu #NaoSejaTolo #VaiLevarUmTempao #VaLerLordJohn #VaAssistirEp8 #ArranjeUmNovoHobby

A mosca espiralou para baixo, verde e amarela como uma folha caindo, para pousar entre os anéis da escotilha em elevação. Ela flutuou por um segundo na superfície, talvez dois, depois desapareceu em um pequeno esguicho, arrancada de vista por mandíbulas vorazes. Roger sacudiu a ponta da vara com força para endireitar o gancho, mas não havia necessidade. A truta estava com fome esta noite, atacando tudo, e seu peixe tinha engolido o anzol tão profundo que puxa-lo  para fora precisava de força bruta.

Ele veio lutando, no entanto, debatendo-se,  prateado sob a luz. Ele podia sentir sua vida através da linha, feroz e brilhante, muito maior do que o próprio peixe, e seu coração levantou-se para encontrá-lo.

– Quem te ensinou a lançar, Roger Mac? Seu sogro pegou a truta ao desembarcar, ainda agitando-se, e bateu nela com uma pedra. “Esse foi um toque tão bonito como nunca vi”

Roger fez um gesto modesto de desdém, mas ficou vermelho de prazer com o elogio; Jamie não dizia essas coisas levemente.

“Meu pai,” ele disse.

“Sim?” Jamie pareceu surpreso e Roger se apressou em se corrigir.

“O reverendo, quero dizer. Ele na verdade era meu tio-avô,  e ainda por casamento.”

“Ainda é seu pai”, Jamie disse, mas sorriu. Ele olhou para o outro lado do laguinho, onde Germain e Jemmy estavam discutindo sobre quem tinha pegado o maior peixe. Eles tinham uma quantidade respeitável, mas não tinham pensado em manter as capturas separadas, então não sabiam quem pegou o quê.

“Você não acha que faz diferença? Que Jem é meu por sangue e Germain por amor?”

Você sabe que não.” Roger sorriu ao ver os dois garotos. Germain era dois anos mais velho que Jem, mas com uma estrutura esbelta, como seus pais. Jem tinha os ossos longos e largos ombros de seu avô – e seu pai, Roger pensou, endireitando os próprios ombros. Os dois garotos eram muito altos, e o cabelo de ambos brilhava vermelho no momento, a luz avermelhada do sol poente incendiando o cabelo loiro de Germain. “Onde está Fanny, estou pensand? Ela resolveria essa disputa”.

Frances tinha doze anos, mas às vezes parecia muito mais nova – e muitas vezes surpreendentemente mais velha. Ela ja era bem amiga de Germain quando Jem chegou na Colina Fraser, e um pouco rebelde, temendo que Jem se interpusesse entre ela e seu único amigo. Mas Jem era um rapaz aberto e de bom temperamento, e Germain sabia muito mais sobre como as pessoas pensavam do que qualquer ex-batedor de carteiras de onze anos de idade, e logo os três seriam vistos em todos os lugares juntos, rindo enquanto deslizavam pelos arbustos, atentos a alguma misteriosa incumbência, ou apareciam no final da fabricacao de manteiga, tarde demais para ajudar no trabalho, mas bem a tempo para um copo de leite fresco.

Ah, a pobre moça começou sua menstruação ontem à noite. Jamie levantou um ombro em um encolhimento econômico que transmitiu o reconhecimento da situação, arrependimento e resignação. “Ela não se sente tão bem.”

Roger assentiu com a cabeça, enfiando a trava na fenda de brânquias vermelho-escuras do peixe. Ele sabia o que Jamie queria dizer. A chegada de Jem não impediu a amizade de Fanny com Germain – mas isso poderia acontecer. Ou alterá-la irrevogavelmente, o que provavelmente viria à mesma coisa, no que dizia respeito a Fanny.

Não havia nada a ser feito sobre isso, porém, e nenhum dos dois disse mais nada.

O sol baixou através das árvores, mas as trutas ainda estavam mordendo, a água salpicada de dezenas de anéis luminosos e o freqüente mergulho de um peixe saltitante. Os dedos de Roger apertaram-se por um momento na haste, tentados – mas eles tinham o suficiente para o jantar e o café da manhã do dia seguinte também. Não adianta pegar mais; havia uma dúzia de barris de peixe defumado e salgado já guardados no porão frio, e a luz estava desaparecendo.

Jamie não mostrou sinais de se mexer. Ele estava sentado em um coto confortável, com as pernas nuas e vestido apenas com a camisa, o velho chapéu de caça encharcado no chão; tinha sido um dia quente para (setembro, outubro?) e o bálsamo ainda permanecia no ar. Ele olhou para os garotos, que haviam esquecido seus argumentos e estavam de volta aos seus pólos, atentos como um par de martim-pescadores.

Jamie virou-se para Roger e disse, num tom de voz bem comum: “Os presbiterianos têm o sacramento da Confissão, _mac mo chinnidh_?”

Roger não disse nada por um momento, surpreendido tanto pela pergunta quanto por suas implicações imediatas, e por Jamie se referindo a ele como “filho da minha casa” – uma coisa que ele havia feito exatamente uma vez, no chamado dos clãs no Monte. Helicon alguns anos antes.

A questão em si era direta, porém, e ele respondeu dessa maneira.

“Não. Os católicos têm sete sacramentos, mas os presbiterianos só reconhecem dois: o batismo e a ceia do Senhor. ”Ele poderia ter deixado por aí, mas a primeira implicação da questão era clara diante dele.

“Você tem uma coisa que você quer me dizer, Jamie?” Ele pensou que poderia ser a segunda vez que ele chamou seu sogro “Jamie” na sua frente. “Eu não posso te absolver, mas eu posso te ouvir.”

Ele não teria dito que o rosto de Jamie mostrou qualquer coisa parecida com tensão. Mas logo relaxou e a diferença era suficientemente visível que seu próprio coração se abriu para o homem, pronto para o que ele pudesse dizer. Ou assim ele pensou.

“Sim”. A voz de Jamie estava rouca e ele limpou a garganta, abaixando a cabeça, um pouco tímido. “Sim, tudo bem. Você se lembra da noite em que pegamos Claire de volta dos bandidos?

“Não tenho como esquecer”, disse Roger, olhando para ele. Ele virou os olhos para os meninos, mas eles ainda estavam lá, e ele voltou-se para Jamie. “Por quê?” Ele perguntou, cauteloso.

Você esteve lá comigo, no final, quando quebrei o pescoço de Hodgepile e Ian me perguntou o que fazer com o resto? Eu disse: “Mate todos eles.”

“Eu estava lá.” Ele tinha estado. E ele não queria voltar. Três palavras e estava tudo lá, logo abaixo da superfície da memória, ainda fria em seus ossos: noite negra na floresta, um cheiro de fogo em seus olhos, vento gelado e cheiro de sangue. Os tambores – um basilã trovejando contra seu braço, mais dois atrás dele. Gritando no escuro. O súbito brilho dos olhos e a sensação de um crânio se despedaçando. 

Eu matei um deles”, disse ele abruptamente. “Você sabia disso?”

Jamie não tinha desviado o olhar e não o fez agora; Sua boca comprimiu por um momento e ele assentiu.

“Eu não vi você fazer isso”, disse ele. “Mas estava claro o suficiente em seu rosto, no dia seguinte.”

“Eu não duvido.” A garganta de Roger ficou apertada e as palavras saíram grossas e ásperas. Ele ficou surpreso que Jamie tinha notado – tinha notado qualquer coisa naquele dia além de Claire, uma vez que a luta acabou. A imagem dela, ajoelhando-se ao lado de um riacho, fixando seu próprio nariz quebrado por seu reflexo na água, o sangue escorrendo sobre seu corpo machucado e nu, voltou para ele com a força de um soco no plexo solar.

Você nunca sabe como será. Jamie levantou um ombro e o deixou cair; ele tinha perdido a fita que prendia seu cabelo, presa num um galho de árvore, e os grossos fios vermelhos se agitavam na brisa da noite. “Uma briga como essa, quero dizer. O que você lembra e o que não lembra. Eu me lembro de tudo sobre aquela noite, no entanto, e o dia seguinte.”

Roger assentiu, mas não falou. Era verdade que os presbiterianos não tinham sacramento da Confissão – e ele se arrependia de que eles não o fizessem; Era uma coisa útil ter no seu bolso. Particularmente, ele supunha, se você levasse o tipo de vida que Jamie levava. Mas qualquer ministro conhece a necessidade da alma de falar e ser compreendida, e isso ele poderia fazer.

“Eu espero que sim”, disse ele. “Você se arrepende então? Dizer aos homens para matá-los todos, quero dizer.

“Nem por um instante.” Jamie deu-lhe um olhar breve e feroz. “Você se arrepende de sua parte nisso?”

Eu-” Roger parou abruptamente. Não era como se ele não tivesse pensado nisso, mas … “Eu me arrependo de ter que ter feito isso”, ele disse cuidadosamente. “Muito. Mas tenho certeza de que era preciso.

A respiração de Jamie saiu em um suspiro.

“Você sabe que Claire foi estuprada, eu espero.” Não era uma pergunta, mas Roger assentiu. Claire não falou sobre isso, nem mesmo com Brianna – mas ela não precisava.

“O homem que fez isso não foi morto naquela noite. Ela o viu vivo no mês passado, no Beardsley’s.

A brisa da noite tinha ficado fria, mas não foi isso que levantou os pelos nos antebraços de Roger. Jamie era um homem de fala precisa – e ele começou essa conversa com a palavra “confissão”. Roger demorou para responder.

“Eu penso que você não está perguntando a minha opinião sobre o que você deve fazer sobre isso.”

Jamie ficou em silêncio por um momento, escuro contra o céu escaldante.

“Não”, ele disse suavemente. “Eu não estou.”

“Vovo! Olhe!” Jem e Germain estavam se arrastando sobre as rochas e arbustos, cada qual com uma fileira de trutas cintilantes, pingando faixas escuras de sangue e água nas angras dos garotos, o peixe oscilante brilhando em bronze e prata sob a última luz do anoitecer.

Roger se afastou dos garotos a tempo de ver o piscar de olhos de Jamie enquanto olhava para os garotos, a luz repentina em seu rosto mostrando um olhar perturbado e interior que desapareceu em um instante enquanto sorria e levantava a mão para seus netos, estendendo a mão para admirar a captura deles..

_Jesus Cristo_, Roger pensou. Ele sentiu como se um fio elétrico tivesse passado por seu peito por um instante, pequeno e crepitante. _ Ele estava se perguntando se eles já tinham idade suficiente. Para saber sobre coisas como esta._

“Decidimos que temos seis cada um”, Jemmy estava explicando, orgulhosamente segurando sua corda e virando-a para que seu pai e seu avô pudessem apreciar o tamanho e a beleza de sua caça.

E estes são da Fanny “, disse Germain, erguendo uma corda menor na qual três trutas pesadas estavam penduradas. “Nós decidimos que ela teria pegado alguns, se ela estivesse aqui.”

“Esse foi um ato amável, rapazes”, Jamie disse, sorrindo. “Tenho certeza que ela vai gostar.”

“Mmphm”, disse Germain, embora ele franziu um pouco a testa. “Ela ainda será capaz de vir pescar conosco, Vovo? A Sra. Wilson disse que não, agora ela é uma mulher.”

Jemmy fez um ruído de desgosto e deu uma cotovelada em Germain. “Não seja idiota”, disse ele. “Minha mãe é uma mulher e ela pesca”. Ela também caça, sim?

Germain assentiu, mas não pareceu convencido.

“Sim, ela pesca”, ele admitiu. “Sr. Crombie não gosta disso, e Heron também não.”

“Heron?” Roger disse, surpreso. Hiram Crombie tinha a impressão de que as mulheres deveriam cozinhar, limpar, fiar, costurar, cuidar das crianças, alimentar os animais e ficar quietas, exceto quando orassem. Mas Heron Bradshaw era um Cherokee que se casara com uma das garotas morávias de Salem e se estabeleceu do outro lado da cordilheira. “Por quê? As mulheres Cherokee plantam suas próprias plantações e eu tenho certeza de que as vi pegando peixes com redes e armadilhas para peixes nos campos. ”

“Heron não disse sobre a captura de peixes”, explicou Jem. “Ele diz que as mulheres não podem caçar, porque elas fedem a sangue, e isso afasta a caça.”

“Bem, isso é verdade”, disse Jamie, para surpresa de Roger. “Mas só quando elas têm seus cursos. E mesmo assim, se ela ficar na direção do vento …

– Uma mulher que cheira a sangue não atrairia ursos ou panteras? – perguntou Germain. Ele parecia um pouco preocupado com a ideia.

“Provavelmente não”, disse Roger secamente, esperando que ele estivesse certo. “E se eu fosse você, eu não sugeriria tal coisa para sua tia. Ela pode interpretar de maneira errada.

Jamie fez um som pequeno divertido e enxotou os meninos.

“Mexam-s, rapazes. Ainda temos algumas coisas para conversar. Diga à sua avó que chegaremos a tempo para o jantar, sim?”

Eles esperaram, observando até que os garotos estivessem longe para ouvir. A brisa havia desaparecido agora e os últimos anéis lentos na água se espalharam e se achataram, desaparecendo nas sombras que se acumulavam. Pequenas moscas começaram a encher o ar, sobreviventes da escotilha.

“Você o fez, então?” Roger perguntou. Ele estava preocupado com a resposta; E se isso não tivesse sido feito, e Jamie desejasse sua ajuda?

Mas Jamie assentiu, seus ombros largos relaxando.

“Claire não me contou sobre isso, sabe? Eu vi imediatamente que algo estava incomodando ela, claro … Um toque de diversão triste tocou sua voz; O rosto de vidro de Claire era famoso. “Mas quando eu disse isso a ela, ela me pediu para deixar para lá, e dar-lhe tempo para pensar.”

“Você concordou?”

“Não.” O divertimeno  desapareceu de seu rosto. “Eu vi que era uma coisa séria. Eu perguntei a minha irmã; ela me disse. Ela estava com a Claire no Beardsley, sim? Ela também viu o sujeito e arrancou de Claire qual era o problema.”

Claire me disse – quando deixei claro que sabia o que estava acontecendo – que tudo estava bem; ela estava tentando perdoar o bastardo. E pensei que ela estava tendo progresso com isso. Na maior parte.” A voz de Jamie era trivial, mas Roger pensou ter ouvido uma ponta de arrependimento.

“Você… acha que deveria ter deixado ela lidar com isso? É um processo para perdoar. E não um ato único, quero dizer.” Ele se sentiu incrivelmente desajeitado e tossiu para limpar a garganta.

“Eu sei disso”, disse Jamie, com uma voz seca como areia. “Poucos homens sabem disso melhor do que eu.”

Um rubor de vergonha subiu pelo peito de Roger e caiu em seu pescoço. Ele podia sentir isso pela garganta, e não conseguia falar nada por um momento.

“Sim”, disse Jamie, depois de um momento. “Sim, é um ponto. Mas acho que talvez seja mais fácil perdoar um homem morto do que alguém que anda por baixo do seu nariz. E chegar a esse ponto, eu pensei que ela teria mais facilidade em me perdoar do que ele.” Ele levantou um ombro e deixou cair. “E … se ela poderia suportar o pensamento daquele homem viver perto de nós ou não, eu não poderia.”

Roger fez um pequeno som de reconhecimento; parecia não haver nada mais útil para dizer.

Jamie não se mexeu nem falou. Ele se sentou com a cabeça levemente virada para o outro lado, olhando para a água, onde uma luz fugidia brilhava sobre a superfície tocada pela brisa.

“Foi talvez a pior coisa que já fiz”, disse ele finalmente, muito baixinho.

“Moralmente, você quer dizer?” Roger perguntou, sua própria voz cuidadosamente neutra. A cabeça de Jamie virou-se para ele e Roger captou um clarão azul de surpresa quando o último sol tocou o lado de seu rosto

“Oh, não”, seu sogro disse imediatamente. “Só foi algo difícil de fazer.”

“Sim”. Roger deixou o silêncio se estabelecer novamente, esperando. Ele podia sentir Jamie pensando, embora o homem não se mexesse. Será que ele precisou contar a alguém, revivê-lo e assim aliviar sua alma por confissão completa? Sentiu em si mesmo uma curiosidade terrível e, ao mesmo tempo, um desejo desesperado de não ouvir. Ele respirou e falou abruptamente.

“Eu disse a Brianna. Que eu matei Boble e como. Talvez eu não devesse ter dito.”

O rosto de Jamie estava completamente na sombra, mas Roger podia sentir aqueles olhos azuis no próprio rosto, totalmente iluminados pelo sol poente. Com um esforço, ele não olhou para baixo.

“Sim?” Jamie disse, sua voz calma, mas definitivamente curiosa. “O que ela disse para você? Se você não se importar em me dizer.”

“Eu  – bem. Para dizer a verdade, a única coisa que me lembro com certeza é que ela disse: “Eu te amo”. Essa foi a única coisa que ele ouviu, através do eco dos tambores e da batida de seu próprio pulso em seus ouvidos. Ele disse a ela ajoelhado, com a cabeça no colo. Ela continuou dizendo isso então; “Eu te amo”, seus braços envolvendo seus ombros, abrigando-o com a queda de seus cabelos, absolvendo-o com suas lágrimas.

Por um momento, ele estava de volta àquela memória e voltou a si, percebendo que Jamie havia dito alguma coisa.

“O que você disse?”

“Eu disse – e como os presbiterianos não pensam que o casamento é um sacramento?”

Fonte: Diana Gabaldon
Data de publicação: 21/05/2015

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, nos siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube.

 


Um comentário sobre “Daily Line: “Jamie e Roger”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s