Um Conto de Ano Novo

“Fazia tanto frio e a neve não parava de cair, a gélida noite aproximava-se. Aquela era a última noite de dezembro, véspera do dia de Ano Novo. Perdida no meio do frio intenso e da escuridão uma pobre menina seguia pela rua, a cabeça descoberta e os pés descalços. É certo que ao sair de casa trazia um par de chinelos, mas estes não duraram muito tempo, porque eram uns chinelos que já tinham pertencido à mãe, e ficavam tão grandes, pesados e encharcados de neve que a menina os perdeu quando teve de atravessar a rua. … Mais Um Conto de Ano Novo