Outlander: 3×12 – The Bakra

resenhas

“1, 2, 3… Corra Ian. Ela é linda, talvez bruxa ou até vampira, mas com certeza ela vai te pegar. Mamãe Jenny nunca te ensinou a não provar comida de estranhos?”

hbz-outlander-indx-1512318087

O episódio retorna ao ponto em que o Jovem Ian é sequestrado na Escócia pelos piratas. Fica claro que os sequestradores estão mais interessados no tesouro do que no Jovem Ian. Sabemos também que Ian será levado para “Braka” que é descrito como alguém que gosta de rapazes. Eu nunca havia antes ouvido este termo e fui até o dicionário pesquisar, onde soube se tratar de uma palavra de origem africana que significa “feitor de escravos ou membro da elite branca nos dias coloniais e a etimologia popular é: back raw (as costas que eram feridas pela chibata).” O que coube como uma luva para o Braka em questão.

Ian é jogado em uma cela onde estão mais dois rapazes, um deles explica que eles estão na Jamaica, que havia outros rapazes, mas que foram levados para ver o Braka e eles nunca mais voltaram. – Morro de dó do Ian, bichinho -. Um escravo enorme leva o Jovem Ian até um quarto e vemos uma mulher se banhando em sangue. Quando Ian pergunta se ela é o Bakra, ela responde que sim e quando mostra o rosto vemos que é a nossa velha conhecida Geillis Duncan. Lembram que a vimos no século XVIII envenenando o marido, grávida do seu amante Dougal Mackenzie, sendo julgada junto com Claire por bruxaria e salvando a vida da nossa Sassenach ao declarar-se culpada, levando Claire a imaginar que ela tenha morrido na fogueira. Depois voltamos a vê-la no século XX como uma patriota fanática que também assassinou o marido em seu tempo e atravessou as pedras. Duas coisas sobre Geillis, o sangue realmente fez bem à ela porque estava linda e jovem assim como os vampiros continuam jovens. E como os maridos perecem ao lado dela sendo em que século for.

Geillis oferece para o Jovem Ian chá e bolos e o encoraja a comer e beber. Faminto, ele come com voracidade e bebe o chá que não parece ser tão bom assim, enquanto Geillis faz perguntas sobre o tesouro e a pedra que está faltando. Ian acaba confessando que provavelmente deva ter sido o seu tio quem pegou a safira azul, pois só ele conhecia a existência do tesouro. Ele se assusta por ter falado isso e Geillis explica que ele tomou uma bebida que faz com que ele fale a verdade e que ela aprendeu a receita com um feiticeiro.

O Jovem Ian fala que o seu tio Jamie virá atrás dele e Geillis assegura que ela espera por isso. Ela fala para o rapaz que os outros rapazes por serem virgens foram mortos, mas que antes tiveram o seu momento de prazer. O Jovem Ian diz que não é mais virgem e Geillis com toda a sua sensualidade o convida a mostrar o que ele sabe. Lotte Verbeek como Geillis Duncan retornou linda, sensual, louca, perigosa e má. Eu estava com tanta saudade do Jovem Ian e John Bell foi muito bem mostrando o medo e o desejo que o seu personagem sentiu ao ver na sua frente uma mulher tão linda e perigosa.

Claire e Jamie chegam ao Porto Kingston na Jamaica onde um empregado de Jared se apresenta e os convida para um baile em homenagem ao novo governador da Jamaica. Eles falam o que aconteceu ao sobrinho deles, pedem para que os levem até uma estalagem e ele os deixa no mercado de escravos porque lá eles podem conseguir mais informações. Lá Jamie acaba descobrindo que os escravos do navio Bruja foram comprados pelo novo governador.

a2351060-c596-47e1-9cdc-56c11154f577-1512353313

Enquanto Jamie pergunta sobre Ian para os comerciantes, Claire anda pelo mercado de escravos e sendo uma mulher do século XX que não conviveu com a escravidão e que teve como melhor amigo um homem negro, fica horrorizada com o que vê durante o seu passeio. Escravos acorrentados e presos como animais em jaulas, uma escrava sendo marcada e um escravo sendo abusado pelo leiloeiro para provar a sua eficiência sexual. Claire usa a sua sombrinha e ataca o leiloeiro com a revolta e indignação por tudo o que ela viu e sentiu ali. Uma briga acontece, Jamie aparece, Claire implora para que ele ajude o homem e ele para acabar com a confusão compra o escravo, Temeraire, em nome de Claire.

Conversando com Jamie, Claire não está satisfeita com a situação e quer libertar o homem o mais rápido possível, mas Jamie alerta que se libertá-lo ali,  isso provavelmente fará com que ele seja capturado logo em seguida e que o melhor é encontrar um local mais seguro para isso. Conversam com Temeraire e falam sobre a intenção de libertá-lo, mas que ali não seria seguro. Falam sobre o baile para o novo governador e que vão levá-lo para que pergunte para os escravos do governador sobre o sobrinho deles. O rapaz não entende direito essa história de comprá-lo para soltá-lo depois, mas aceita porque doido por doido pelo menos eles são lindos e estão limpinhos. Isso é só uma brincadeira, porque se eu fosse o escravo estava mais confusa do que nunca com esse povo branco.

78e9559f-d8ca-4ed7-a1fb-82bc05fbef7a-1512353268

Geillis contratou os irmãos Campbell, conhecidos de Claire, como adivinha e decifrador respectivamente, já que a bruxinha assassina acredita em uma profecia misteriosa e tenta ainda que um rei escocês suba ao trono. A tal profecia só poderá ser revelada quando a vidente Margaret possuir as três safiras do tesouro da Ilha Silkie. E os FraserJamie, Claire, Fergus e Marsali – junto com o Sr. Willoughby e Temeraire chegam ao baile. Jamie pede para que Temeraire vá até onde ficam os escravos e pergunte sobre o Jovem Ian.

Enquanto eles estão na fila para cumprimentar o governador, Jamie elogia Claire e fala que ela não mudou nada desde Paris. Eles comentam sobre os recém-casados Fergus e Marsali e como eles também eram assim no início sem conseguir ficar longe um do outro. Então, aconteceu uns dos momentos mais sensuais de toda série. Sem nudez, palavras e toques, somente com olhares eles foram seduzindo um ao outro, mostrando que o desejo era grande e urgente igual como da primeira vez que se tocaram. Foi quente, sensual e só não foram para um canto ali mesmo porque o governador da Jamaica estava logo a frente; e não era outro senão Lorde John Grey.

Há um encantamento recíproco pelo reencontro, de Jaime pela amizade e por notícias de seu filho William e da parte de John pelo amor que sente por seu amigo. John leva Jamie e Claire para o escritório para uma conversa particular, antes é claro John não consegue disfarçar a surpresa por saber que Claire está viva e com Jamie. Jamie pergunta sobre William e John avisa que ele virá mais tarde junto com Isobel. Ele também oferece ajuda para encontrar o Jovem Ian. Jamie percebe que John usa a safira azul que ele entregou para ele na prisão quando fugiu e John fala que a usa para… lembrar da amizade deles. Ai, ai John tão apaixonado que não engana ninguém.

John se aproxima de Claire e se mostra surpreso que Jamie tenha falado para ela tudo sobre William e Geneva. Enfim, aconteceu o encontro entre Claire e Lorde John Grey e eu estava bem ansiosa para o começo dessa relação complexa deles. Caitriona Balfe e David Berry foram muito bem mostrando a paixão, ciúmes e desconfiança de seus personagens. À espera de mais momentos entre eles, ficam bem juntos em cena.

Claire interrompe a conversa com John quando ela vê uma mulher que parece muito a sua falecida amiga/estranha/assassinada/bruxa Geillis. Geillis conta para uma chocada Claire que esperaram até o parto, depois conseguiu que Dougal trocasse ela de lugar com uma idosa falecida e assim conseguiu sobreviver à fogueira. Dougal levou o filho deles e deu para ser criado por uma família do Clã Mackenzie. Então, Geillis veio para a Jamaica depois de Culloden se casou com um inglês, o Sr. Abernathy de Rose Hall, que como todos os maridos de Geillis veio a falecer logo depois. Claire conta para Geillis sobre o Jovem Ian e a safada fingindo estar chocada promete ajudá-la. Geillis não vale o sangue de cabra que se banha.

lotte-verbeek-geillis-duncan-outlander-312-1512353775

Claire apresenta Geillis para John e ela na hora reconhece a safira que está faltando. Ela exige que Margaret e Archibald façam um show de adivinhação e Geillis arrasta o governador para ter a sua sorte lida, mesmo não gostando ele entrega a pedra para Margaret segurar. Margaret faz uma estranha revelação sobre um escocês que usará uma coroa.

Geillis junto com Archibald tentam decifrar as palavras de Margaret e eles chegam à conclusão de que “um novo rei nascerá na Escócia depois da morte de uma criança de 200 anos”. Geillis não consegue compreender o que essa profecia significa, mas eu acredito que essa criança de 200 anos só possa ser Brianna.

E como o episódio foi de rever personagens sumidos, eis que o Capitão Leonard chega ao baile fazendo com que os Fraser saiam rapidamente. Temeraire encontra com eles e fala que descobriu que Ian foi levado para a propriedade da Sra. Abernathy. Claire descobre a mentira de Geillis, mas Jamie com aquele olhar de “eu já sabia mulher” fala que ela tem uma alma má.

Temeraire fala que descobriu nas colinas perto de Rose Hall que há um lugar seguro para os escravos que fugiram e pede para ser libertado ali. Eles encontram o lugar e Temeraire vai embora. Enquanto Jaime e Claire conversam sobre irem até a casa de Geillis em Rose Hall para libertar o Jovem Ian, chega o Capitão Leonard que prende Jamie pelos crimes de traição, contrabando e assassinato. Claire joga na cara do desgraçado capitão que ele só conseguiu chegar até ali graças aos esforços dela durante a epidemia.

Jamie antes de ser levado entrega as fotos de Brianna e o quadro de William, pede que ela encontre o Jovem Ian e o episódio termina com ele sendo levado preso. – Que desespero!Eu amo quando os personagens voltam à vida e amei rever a sensual e agora vilã Geillis, como também amei rever o Jovem Ian que está se tornando um dos meus personagens mais queridos. Gostei muito de rever John Grey. É claro que aconteceram muitas mudanças, mas também seria quase impossível colocar tudo só em treze episódios.

Achei inteligente colocarem todos os personagens interagindo nesse baile, há muita coisa para acontecer ainda e pontas para serem fechadas. Houve intriga e aventura, com boas atuações que tornaram o episódio divertido de assistir, só queria que fosse mais longo. E já estou com o coração na mão porque só teremos mais um episódio. Realmente ser fã de Outlander não é algo fácil, mas com certeza é totalmente apaixonante e viciante.

11dbc10c-6dc1-46e9-a358-8c75202db8cd-1512353865

OUT¹: Foi feita uma alusão para o fato de que Jamie é um maçom, quando o empregado de Jared o leva para conversar com o representante maçom na Jamaica, espero que esse lado de Jamie seja mais abordado no futuro.

OUT²: O novo sobrenome de Geillis é Abernathy, o mesmo de Joe o melhor amigo de Claire no futuro. Coincidência? Nada em Outlander é por acaso.

OUT³: Mudaram a história de Margaret e do Sr. Willoughby, por favor, que eles fujam juntos. Lindo quando ele observou a forma horrível que o irmão a tratava e foi conversar com ela, daí Margaret diz que ele é uma “alma rara” e ele a chama de “flor do céu”. Quero os dois juntos e felizes.

OUT4: Amei quando Caitriona Balfe fala sutilmente “esposa” para John, fazendo a sua Claire marcar território com classe. Eu ainda não consigo esquecer o momento sensual de troca de olhares entre Jamie e Claire. E muitas graças pela química e intimidade que Sam Heughan e Caitriona Balfe doam para Jamie e Claire.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s