Outlander: 3×13 – Eye of the Storm

resenhas

Eu confesso que demorei muito para escrever esta resenha, talvez porque quando eu a terminasse teria a consciência que o fim da temporada realmente havia chegado. Parece que foi ontem mesmo que em setembro, emocionada depois de um droughtlander muito longo eu escrevia a resenha do primeiro episódio e esta temporada fantástica passou absurdamente tão rápida, que a sensação que eu tive que foi como se eu piscasse os olhos e ela acabasse. Então, sem mais demora aqui está o meu olhar sobre este episódio que encerrou a temporada de uma forma apropriada e belíssima.

 

“Eu morri. Tudo ao meu redor era um branco ofuscante e havia um ruído, como o de asas de anjos. Eu me senti em paz e sem corpo. Livre do terror, da ira, preenchida por uma felicidade tranquila.” Claire Fraser

img4-6

Logo que o episódio começa a primeira imagem que surge é de Claire debaixo da água e com a voz dela anunciando que morreu, que ela estava em paz, livre do terror e feliz. Logo que eu a vi ali sozinha e aparentemente morta, foi como se eu voltasse a ver naquele momento o primeiro episódio quando Jamie está caído naquele pântano rodeado pela morte; e a sensação de tristeza foi a mesma.

6f2cbb44-780f-4dd1-938f-7b605ea76422-1512955671

Depois vemos Claire já sem as roupas do baile e indo de carruagem até a casa de Geillis como Jamie havia pedido, ela está com pressa, mas são parados por vários escravos que passam por eles e lembram em muito zumbis. Eles chegam e Claire pede que  a esperem enquanto ela procura no lugar onde os escravos ficam e se ela não retornar que a procurem na casa grande.

Fergus e Marsali retornam à estalagem e leem um bilhete de Claire onde ela conta que Jamie foi preso pelo Capitão Leonard. Fergus vai pedir ajuda a alguém importante e Marsali se nega a ficar esperando por ele na estalagem. Aí Marsali teimosa e cheia de personalidade igual à mamãe Claire.

Claire procura por Ian e encontra os corpos dos rapazes que no episódio anterior vimos que estavam presos junto com Ian. Ela é pega e levada por Hércules, aquele escravo enorme, para conversar com Geillis que está com Ian e acredita que Claire esteja atrás dela, da profecia e das pedras.

Quando o Capitão Leonard está levando Jamie para o seu navio, ele é interceptado e levado até o governador John Grey que requisita que o prisioneiro fique sob a sua custódia. Eu não vou negar, mas eu estava com muita raiva do desgraçado Capitão Leonard e quando John o colocou no seu lugar, o chamando de tenente e ao mesmo tempo salvando Jamie, eu vibrei muito e a minha admiração por Lord John só aumentou. Espero por mais episódios com John e só posso elogiar David Berry pelo bom trabalho.

Geillis conversa com Claire, diz que sabe que ela está mentindo e que elas têm um laço por serem viajantes do tempo. Fala que Claire mente em dizer que não sabe a respeito da profecia de Brahan Seer, sobre as safiras e que ela estava perto de devolver o verdadeiro rei à Escócia.

Claire não entende nada e tenta sair, mas é detida por Hércules, então conta que estava grávida, que para ela e a criança sobreviverem, ela voltou através das pedras. Ela viveu no futuro por 20 anos e voltou atrás de Jamie há poucos meses. Geillis não acredita na história e Claire mostra as fotos de Brianna. Geillis lembra de Brianna quando a encontrou em um pub em Inverness antes da sua viagem no ano de 1968. Claire conta que foi até as pedras na noite quando ela atravessou para tentar alertá-la sobre o que aconteceu em Cranesmuir e viu o que ela fez com o marido.

Geillis fala que um sacrifício é necessário para atravessar o portal, Claire discorda e conta que não sabe bem como isso funciona, mas nas três vezes em que ela atravessou não precisou usar de sacrifício humano e que talvez tenha mais a ver com a pessoa que você busca. Geillis rouba uma das fotos de Brianna e fala que ela é a criança de 200 anos. Corre Brianna que a louca vai atrás de você para te matar para que o novo rei da Escócia possa finalmente sentar no trono.

Geillis vai embora deixando Claire presa na casa. Ela vê Ian sendo levado amarrado, quando ouve que alguém está tentando abrir a porta e depois de quase acertar a cabeça de Jamie, Claire descobre que foi Lord John quem ajudou Jamie a escapar e ela conta para ele que Geillis está com Ian, eles vão atrás de Ian e Geillis seguindo o som dos tambores. E chegam a uma clareira onde acontece um ritual dos escravos em torno de uma fogueira, Claire ao ver aquele ritual lembra de quando viu há muito tempo com Frank o ritual druida com as mulheres dançando em Craigh na Dun.

f08a9546-bccd-42ce-8e47-b5d69a168d6c-1512955694

Eles são descobertos pelos escravos e são surpreendidos ao encontrar o Sr. Willoughby que conta que está lá com Margaret e que eles pretendem fugir para a Martinica, pois segundo o Sr. Willoughby “ela foi a primeira mulher a vê-lo verdadeiramente e ele a vê”. Gostei muito dessa mudança e do Sr. Wiilloughby e Margaret terem um futuro juntos.

Claire e Jamie conversam com Margaret para saber sobre o paradeiro de Geillis, mas quando Margaret toca neles, ela tem uma visão deles do passado com ele quase morto depois de Culloden e vendo um coelho, e vê Claire triste olhando para um passarinho que canta em sua janela. Depois ela chama Jamie de papai e fala que sonhou com ele, beija Claire chamando-a de mamãe, fala que ama os dois e pede que eles a salvem do monstro que quer matá-la. E Margaret fala para ClaireAbandawe”. Claire lembra do que foi falado sobre Abandawe, vê que falta uma foto de Brianna e lembra da profecia que Geillis contou, fala para Jamie que Geillis acredita que Brianna é a criança de 200 anos e por isso terá que voltar para o futuro para matá-la para que o rei da Escócia assim assuma o poder.

Eles chegam à caverna e Claire conta que está ouvindo o zumbido das pedras, que o portal deve estar aberto e se ele a levar, ela pode nunca mais conseguir voltar. Jamie diz que se algo acontecer com ele, que ela deve continuar seguindo Geillis, porque eles perderam Faith, mas que não podem perder Brianna. Oh, meu Deus tudo em nome da filha.

Geillis está preparando um ritual de localização com as pedras e a foto de Brianna, Ian está amarrado e pronto para ser sacrificado. Jamie luta com Hércules e Claire tenta impedir que Geillis mate Ian e volte pelo portal. Elas lutam e Geillis na sua loucura não parece querer desistir. Claire mesmo sem querer matar a amiga, acaba matando-a para salvar Brianna. Jamie fala para Hércules ir embora e vai soltar Ian. Então, ele percebe que Claire está sendo levada pelo portal e a segura antes que seja tarde demais.

Geillis sempre foi um personagem que provocou sentimentos confusos em mim, ela lutou por aquilo que ela acreditava e amava, mesmo que para isso tivesse que matar muitas pessoas. Por mais que ela tenha se importado e sido amiga de Claire, eu fico aliviada por Claire, Jamie e especialmente por Brianna. Descanse em paz Geillis se no inferno houver paz e parabéns Lotte Verbeek por retratar tão bem e de forma brilhante uma personagem tão complicada; sentirei saudades.

Jamie tem um encontro emocionante com o Jovem Ian, enquanto Claire está em choque por ter matado a sua amiga. Ela lembra quando no futuro o seu amigo Joe trouxe o esqueleto de uma mulher que foi assassinada e encontrada em uma caverna na Jamaica há 200 anos. Era Geillis. Jamie percebe o estado de Claire e a abraça falando que agora tudo está bem, também abraça Ian e protetoramente fala para eles que agora eles estão seguros e que tudo vai ficar bem. A família Fraser está junta novamente.

De volta ao navio, Jamie e Claire têm um momento íntimo e eu amo esses momentos deles. A cena de amor entre Jamie e Claire foi como se eu abrisse os livros e pegasse vários trechos em que eles se mostram como são em toda a sua intimidade. E é tão adorável e apaixonante vê-los juntos e felizes, o melhor casal de todos os tempos. Eu senti que os escritores ao escrever essa cena com tantos trechos adoráveis do livro, escreveram na verdade uma carta de amor endereçada a mim e a todos os fãs que acompanham e suspiram por essa linda história de amor.

E então acontece uma tempestade que vira um furacão, Jamie está com os marinheiros tentando controlar o navio e embaixo estão Claire, Ian, Fergus, Marsali e os homens de Jamie que querem subir para ajudar, mas Claire os impede falando para obedecer o que Jamie pediu, só que ela vai atrás de Jamie afirmando que ela é a médica do navio. Oi? Na verdade ela não queria era ficar mais nenhum momento longe de Jamie.

E no meio daquela confusão de ondas gigantes, ventos, marinheiros caindo, eles prendem o timão do navio e todos vão para baixo porque não há mais o que ser feito. Jamie vai até Claire para ajudá-la e uma enorme onda atinge o navio. Quando a onda passa vemos Jamie se levantar e desesperado procurar por Claire sem achá-la, ele olha para o mar e tem a certeza de que ela foi tragada por ele.

caitriona-balfe-claire-randall-fraser-sam-heughan-jamie-fraser-outlander-313-2-1512955635

A primeira imagem que abriu o episódio retorna com Claire afundando no mar, presa a vela do navio e a sua voz falando que morreu e que está em paz. E durante essa angustiante cena aparece Jamie nadando na direção de Claire, cortando as cordas, dando um pouco do seu ar e a salvando. Ah, meu Deus que amor mais lindo desses dois.

Ele a leva inconsciente para um dos destroços e se seguram nele. Essa imagem deles sozinhos no olho do furacão foi simplesmente maravilhosa. Jamie acorda em uma praia e cansado vai até o encontro de Claire que está desacordada, ele chora porque teme que ela esteja morta. Eu que já havia lido o livro é claro que sabia que isso não aconteceria, mas isso não impediu que eu ficasse com o coração apertado e só voltasse a bater mais tranquilo quando ela tossiu e abriu os olhos. Jamie chorando diz que temeu que ela não voltasse mais e ela diz que falou a ele que nunca mais o deixaria.

E esse foi o ponto de toda essa temporada, ou seja, eles nunca mais se separarem e ficarem juntos para sempre. Porque no primeiro episódio Jamie queria a morte, depois nos outros episódios sem Claire ele viveu como um morto vivo, sobrevivendo, mas sem ser ele por inteiro e feliz.

Assim como Claire nunca foi ela por inteiro, tinha um casamento fracassado, uma filha amada e a carreira bem sucedida, mas era uma mulher triste e sem vida sem Jamie. Ela voltou, eles se reencontraram, a paixão e amor ainda estavam ali forte e grande, mas eles haviam mudado e havia tantas inseguranças e cicatrizes provocadas por esses 20 anos de separação. Só que se permitiram viver esse amor novamente, se aceitando e respeitando com as suas diferenças; e depois de tantas separações Claire não deixaria mais Jamie nem mesmo durante um furacão e nem Jamie a deixaria para o mar revolto. Da mesma forma que Claire parecendo morta no mar me lembrou Jamie morto no pântano de Culloden, Jamie vindo salvá-la me lembrou quando Claire apareceu em sonho para ele no campo dando esperança. O amor deles é insuperável e atemporal, pois sobreviveu a tudo e a todos.

Na praia eles descobrem através dos moradores que o navio encalhou em outro ponto da praia, que há sobreviventes, então Ian, Fergus, Marsali e cia. estão bem. E que também eles estão na Geórgia que é uma colônia da América. E Jamie se apresenta como o Sr. e a Sra. James Fraser. Juntos e em uma terra nova em busca de uma vida nova.

Foi um episódio maravilhoso onde fiquei o tempo todo com os olhos colados na tela de tão cativante e excitante que ele foi. Toda esta temporada foi fascinante, muito bem feita e escrita também. Houve mudanças, umas que não gostei e outras bem-vindas. Atuações magistrais de Sam Heughan e Caitriona Balfe fazendo com que eu fosse do riso às lágrimas, além é claro da química maravilhosa entre eles e que mostraram durante vários momentos, inclusive naqueles em que não é necessário nudez e nem toques para demonstrar paixão e desejo.

Sentirei saudades de atores que nos deixaram com Tobias Menzies e Lotte Verbeek, assim como é muito bem-vinda a chegada de novos rostos com John Bell, César Domboy e Lauren Lyle. Ansiosa pelas novas aventuras de nossos heróis na América e na Colina Fraser. Que não demorem muito para retornarem e enquanto isso só me resta ver e rever todas as temporadas, assim como reler todos os livros. O meu agradecimento a todos que lerem as minhas resenhas e deixaram o seu comentário. E até a próxima Sassenachs e Apaixonados por Outlander!

hbz-outlander-s3e13-1512951017

OUT¹: Jamie sendo Jamie e eu o amando cada vez mais:

Claire? Droga, Sassenach! Se você morrer agora, juro que eu te mato.

 

OUT²: Jamie e Claire provando que são o melhor casal:

“- Sassenach… Graças a Deus, achei que tivesse morrido. Fiquei apavorado.

– Eu disse que não iria mais deixá-lo.”

James Fraser e minha mulher Claire.

 

OUT³: Jovem Ian sendo fofo:

– Sabia que você viria Tio Jamie. Mas demorou muito não?

Geillis e sua sinceridade marcante:

– Ele foi um dos meus favoritos. Bonito. Um pênis fascinante. (Sobre o marido que ela deu fim em 1968. A própria viúva negra.)

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, nos siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s