Daily Line: É fascinante poder fazer parte da noite!

POSSUI SPOILER DO LIVRO 9 | Leia outros em Trechos da Diana

trechos da diana

#DailyLines #VáDizerÀsAbelhasQueParti #LivroNove #Nãonãoestáterminado #Eudireiquandoestiver #Maisparaofinaldoano #Enquantoisso #Senãogostadespoilerspareagora

(Extraído do livro Vá Dizer Às Abelhas Que Parti. Copyright 2019 Diana Gabaldon)

Em algum momento, mais tarde, estávamos deitados abraçados, nus na noite fria, felizes por poder nos aquecer no corpo um do outro. A lua estava descendo a oeste e um brilho prateado destacava o brilho das estrelas. A lona desbotada sussurrava e murmurava sobre nossas cabeças, estávamos rodeados por aromas de pinheiro, carvalho e ciprestes; um vagalume perdido, distraído por uma corrente de ar passageira pousou no travesseiro ao lado da minha cabeça e ficou lá por um momento, seu abdômen pulsando regularmente com uma luz verde e fria.

“ Boa noite, amigo,” disse Jamie em gaélico. O vagalume balançou a antena de maneira amigável e voou em círculos em direção ao tremor distante dos seus companheiros no chão.

“Eu gostaria de poder manter nosso quarto exatamente assim,” eu disse melancolicamente enquanto observava a luz da sua cauda desaparecer na escuridão. “É fascinante poder fazer parte da noite.”

“Não muito quando está chovendo.” Jamie ergueu o queixo em direção ao teto de lona. “Não se preocupe, eu terei instalado um telhado sólido antes da neve começar a cair.”

“Eu acho que você está certo,” eu disse, e ri. Você se lembra da nossa primeira cabana, quando começou a chover e apareceram alguns vazamentos no telhado? Você insistiu em ir lá consertar – no meio da chuva – nu.”

“Bem, e de quem foi a culpa?” ele perguntou, sem rancor. “Você não me deixou subir com minha camisa, que escolha eu tinha?”

“No seu caso, nenhuma.” Eu me virei e o beijei. “Sua boca tem gosto de torta de maçãs. Ainda tem?”

“Não. Eu vou lá embaixo pegar alguma coisa para você comer.”

Eu o interrompi com a mão no seu braço.

“Não, não vá. Eu não estou realmente com fome e prefiro ficar apenas assim. Mm? Mmm.”

Ele se virou na minha direção, deslizou para baixo dos lençóis e surgiu entre as minhas coxas.

“O que você está fazendo?” Eu quis saber enquanto ele se ajeitava confortavelmente naquela posição.

“Eu achei que era obvio, Sassenach.”

“Mas você estava comendo torta de maçã!”

“Não foi o suficiente.”

“Não foi… não foi isso o que eu quis dizer.” Seus polegares acariciavam a parte superior das minhas coxas e sua respiração quente arrepiava os pelos do meu corpo de forma perturbadora.

“Se está preocupada com as migalhas, Sassenach, não há necessidade; eu vou limpar tudo quando tiver terminado. Você disse que são os babuínos que fazem isso? Ou as pulgas?

“Eu não tenho… pulgas,” foi tudo o que consegui dizer para lhe dar uma resposta espirituosa, mas ele riu, relaxou os ombros e começou a trabalhar.

“Eu gosto quando você grita, Sassenach, “ele murmurou um tempo depois, fazendo uma pausa para respirar.

“Tem crianças lá embaixo!” eu sibilei enterrando meus dedos nos seus cabelos.

“Bom, então, tente imitar uma onça parda…”

(fim)

(Obrigada Joliba Honzaki pela foto adorável de uma abelha!)

Fonte: Diana Gabaldon
Data de publicação: 03/04/2019

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, nos siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s