Fanfic – Histórias da Colina Fraser – Cap. 17: Não sei se Lallybroch sobrevive

Fanfic | Cap. 16

— Tire as mãos agora da minha filha, seu maldito de merda!

— Oh, Roger! – Claire foi ao encontro de Roger e o abraçou feliz por reencontrá-lo. – Você conseguiu! Eu sabia.

ClaireRoger abraçou Claire com força e rindo a beijou no rosto feliz. – Que felicidade revê-la! E você está mais linda do que nunca – ele falou enquanto a olhava encantado. Ela estava com os cabelos soltos e os cachos caíam fartamente pelos ombros. Claire tinha a pele mais alva que ele já vira e agora as bochechas estavam coradas provavelmente da excitação dos últimos acontecimentos. O corpo esbelto dela ficava mais sensual no vestido de amplas saias com o corpete evidenciando o colo e os olhos… os olhos de uísque estavam mais brilhantes e lindos do que ele jamais vira antes. – O século dezoito realmente lhe faz muito bem, minha querida.

— Minha querida? Mas que diabos! – Jamie falou com raiva.

— Pa não tenha ciúmes – Faith segurou o braço de Jamie com carinho e sorrindo ficou na frente dele. – Roger já faz parte da nossa família. Ele nos ajudou muito em um momento em que ficamos em choque ao descobrir sobre a sua existência e sobre toda essa loucura. Foi Roger quem conseguiu descobrir que você era A. Malcom e que tinha uma gráfica em Edimburgo; e foi por isso que conseguimos chegar até você, Pa. Roger é como se fosse o meu irmão mais velho e ele e Bree estão apaixonados. Roger admira muito mamãe. Acho… talvez, que se Bree não existisse, ele seria apaixonado por ela, mas também quem não seria? – Faith falou com carinho enquanto olhava para Roger que feliz abraçava Claire e Brianna.

— O que o senhor falou, Pa? Eu não consigo entender gaélico – Faith falou confusa.

— Uma palavra nada bonita para uma dama ouvir, prima – O Jovem Ian falou com humor na voz. – Tio Jamie não fique com ciúmes. Tia Claire é uma mulher linda e sedutora, com todo respeito é claro – Ele consertou assim que viu o olhar assassino que o tio pôs sobre ele. – Mas qualquer um vê que ela só tem olhos para o senhor.

— Eu não tenho ciúmes, seu palerma! – Jamie falou irritado e com as orelhas vermelhas parecendo estarem em ponto de explodirem. – É uma questão de decoro e educação. Um homem não pode invadir a casa de outro homem e manter um comportamento tão vulgar assim. Agarrar e beijar a filha dele e pior, a esposa dele também… isso seria motivo para um duelo entre cavalheiros, ou então o homem ultrajado teria todo o direito de lavar a sua honra com sangue.

— Pa que absurdo! – Faith falou horrorizada. – Mamãe sempre nos falou que o senhor sempre foi um homem culto e educado, bem diferente do selvagem que se mostra agora.

— Talvez os anos separados tenha feito com que sua mãe esquecesse que apesar de ser um homem educado, eu ainda sou um highlander selvagem na essência.

Roger, por quê? – Brianna perguntou emocionada enquanto enxugava as lágrimas que escorriam pelo rosto.

— Por quê? – Roger segurou Brianna e a olhou profundamente nos olhos. – Você não adivinha? Eu a amo e não consigo viver mais nenhum dia sem você. Por isso eu vim atrás de você. Eu a amo, Brianna. E quero viver com você em qualquer lugar, até aqui nesse lugar totalmente diferente do meu, sem papel higiênico, sem o meu carro veloz e mesmo que fique com a bunda dura de tanta dor depois de ficar tanto tempo em cima de um cavalo. Sem telefone para poder pedir um hambúrguer e tomar uma coca-cola. Mesmo assim eu a amo e quero viver com você aonde você estiver.

— Ah, que lindo! – Claire e Faith falaram encantadas ao mesmo tempo.

— O que é esse papel higico? Por que pedir rã burguer com cola? Será que o rapaz não bateu a cabeça na pedra? – O jovem Ian perguntou confuso enquanto coçava a cabeça.

— Acho que ainda não fomos apresentados – Jamie apareceu ficando entre Roger e Brianna. – Não sei como é a educação no seu tempo senhor, mas acredito que antes de invadir a casa de um homem e agarrar de forma indecorosa a filha e a mulher dele, o senhor antes deveria se apresentar e manter a compostura. A boa educação mantém a ordem e preserva os dentes na boca também. – Jamie falou secamente e se apresentou: – James Alexander Malcom Mackenzie Fraser, o senhor de Lallybroch e esposo de Claire Elizabeth Beauchamp Fraser. – Jamie falou evidenciando o nome de Claire.

— Puta que pariu! – Roger falou e logo ficou vermelho ao perceber que havia falado um palavrão na frente de todos. – Desculpe, senhor, mas finalmente eu posso ver em carne e osso o famoso James FraserRoger excitado abraçou Jamie fazendo que ele ficasse desconcertado. – Eu pesquisei durante muito tempo sobre você e vê-lo aqui na minha frente é algo indescritível. Agora percebo o porquê de você estar tão linda assim, Claire, você finalmente reencontrou o seu verdadeiro amor! – Roger falou exultante. – Muito prazer Sr. Fraser, eu sou Roger Jeremiah Wakefield Mackenzie.

Jamie meu amor, este é o Roger, nosso grande amigo e de quem eu falei mais cedo para você – Claire segurou o braço de Jamie com carinho.

— Ah, senhor… eu peço desculpas pelo meu comportamento. Eu realmente agi muito mal. Não poderia invadir a sua casa dessa forma. Antes deveria pedir para ser atendido pelo senhor, me apresentar e depois pedir a mão de Brianna para o senhor, mas – Roger falou com vergonha. – Eu confesso que estava cansado depois de todas as aventuras que eu passei e quando eu encontrei Faith, o meu único desejo foi de encontrar Brianna Roger falou sorrindo e olhando apaixonado para Brianna. -E também eu estou morto de fome.

— Ah, isso eu posso resolver – O jovem Ian falou confiante e sorrindo. – Vamos, primas, mostrar ao “Barba Negra” a casa, apresentar mamãe e arranjar algo para ele comer.
Jamie ficou alguns minutos em silêncio ao ver Faith sair abraçada com Brianna e o Jovem Ian passar pela porta enquanto conversava animadamente perguntando para Roger sobre um tal de papel.

— Isto não está certo – Jamie falou desconfiado.

Jamie, eu te falei que Bree e Roger estavam apaixonados. E também falei o quanto ele nos ajudou a encontrá-lo, que achava que ele também podia fazer a travessia pelas pedras porque tinha o sangue de Geillis Duncan. O que não está certo? – Claire perguntou.

— Ele te agarrar dessa forma – Jamie falou com raiva. – Você tem certeza que o interesse dele é realmente em Brianna?

Jamie… ele ama a Bree. Ele largou tudo. O trabalho, uma posição de influência, a segurança do nosso tempo, para vir atrás dela e do amor que ele sente por ela. É uma grande prova de amor e muito romântico se posso dizer.

— Eu não fui atrás de você porque não pude atravessar as pedras… não tenho a magia ou o sangue dos bruxos – Jamie falou baixinho.

— Não seja bobo, Jamie – Claire o abraçou e beijou. – Eu o amo e Roger é como se fosse um filho para mim. Os costumes dessa época e do meu tempo são enormes. Você lembra como tivemos que nos adaptar? Como foi difícil para mim e como você teve paciência para me compreender? Assim será com Faith, Bree e Roger. Todos nós teremos que ter calma e nos adaptar.

— Mas eu preciso conhecer mais ele para poder dar a mão da minha filha – Jamie falou desconfiado.

Jamie Claire falou com paciência. – Nós como pais temos o direito de gostar ou não dos escolhidos de nossas filhas. Podemos abençoar e até ser contra a escolha delas, mas somente Bree ou Faith é que poderão escolher quem elas vão querer amar ou casar.

Claire, eu sou o pai delas e o meu dever é protegê-las e…

— Não, Jamie, o seu dever é amá-las e dar apoio.
Eles foram interrompidos com a chegada de uma Jenny esbaforida que segurava um bebê que berrava sem parar.

Claire veja o que o pequeno Archie tem, sim? Ele está esgoelando desde essa manhã. Nada faz com que ele se acalme o pobrezinho – Jenny falou colocando o neto que gritava e agitava os braços sem parar no colo de Claire. – Ah, vou ajudar Mary MacNab na cozinha, afinal, temos mais um convidado. Claire minha querida – Jenny falou com humor na voz. – Os seus convidados do futuro pararam de chegar ou ainda teremos mais surpresas? Com certeza a vida com você minha cunhada é infinitamente mais animada. Em um dia você ressurge dos mortos, acaba com um casa mento, meu irmão leva um tiro, você faz uma cirurgia na minha mesa da cozinha, depois o salva com umas agulhas do demônio – nesse momento Jenny fez o sinal da cruz -. Então chega um estranho do futuro que diz ser o noivo da minha sobrinha. Você faz a vida em Lallybroch ser bem mais animada, eu só não sei se vamos sobreviver a tudo isso! – Jenny saiu rindo alto.

— Eu? – Claire falou indignada enquanto balançava o pequeno selvagem que esperneava em seu colo. – Tudo é minha culpa?

— Sassenach – Jamie abraçou Claire com carinho e beijou o topo da cabeça dela. – Você é uma força da natureza e com certeza deixa tudo mais animado, mas eu jamais sobreviveria sem você.

Fanfic | Cap. 18

Aviso Legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e personagens fictícios; e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. História sem fins lucrativos feita apenas de fã para fã, sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube e do Telegram!


2 comentários sobre “Fanfic – Histórias da Colina Fraser – Cap. 17: Não sei se Lallybroch sobrevive

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s