Outlander 5×01 – The Fiery Cross

“Enquanto nós dois vivermos.” – Jamie e Claire Fraser

Os Fraser’s de Ridge estão de volta e como voltaram bem!

Como uma apaixonada pelos livros e também pela série, foi com desânimo e preocupação que escrevi a resenha do último episódio da quarta temporada. Não que tenha sido uma péssima temporada, mas a partir do sétimo episódio foi como se o ritmo da história caísse e por isso não me sentia tão animada em acompanhar os nossos heróis em suas aventuras. Vi histórias e personagens serem mal adaptados, tramas arrastadas e principalmente a falta dos protagonistas em cena. Porque qualquer fã apaixonado por Outlander sabe que mesmo que surjam novos núcleos e personagens, Outlander foi e sempre será ClaireJamie e a história de amor atemporal deles. Enfim, depois de um longo droughtlander nossa série voltou e da forma como tanto gostamos.

The Fiery Cross foi um episódio profundo e emocionante que tratou de assuntos como família, lealdade, amor e juramentos. O grande evento foi o casamento de Brianna e Roger em Fraser’s Ridge contando com a presença da família, amigos e de todos aqueles que moram e ajudam a colina a tornar-se um lugar próspero, claro que também há presenças nem tão bem-vindas assim, como o Governador Tryon e voltarei a falar dele mais à frente.

Jamie ajuda Roger a usar a navalha e fazer a barba para o casamento. Foi divertido ver como Jamie ainda teme que Roger não seja o marido ideal que ele espera para a sua filha e o pai para o seu neto, afinal, Roger é um professor de Oxford e um bom cantor, mas deixou Brianna sozinha depois de uma briga e à merce de um bandido, demorou para decidir se ficaria com ela e com o filho que talvez não seja dele, além de não saber lidar com cavalos, atirar ou usar uma espada, construir uma casa e até estripar uma caça, dotes tão necessários no século 18 e Roger com toda razão não se sente à vontade tendo como barbeiro o sogro que é um highlander  intimidador segurando a navalha em seu pescoço.

E foi emocionante ver Claire Jamie assumirem os seus papéis de pais no casamento da sua filha. Eu por várias vezes me senti como no dia do meu casamento, lembrando dos momentos que tive com minha mãe me ajudando a vestir meu vestido de noiva, arrumando meus cabelos e dando conselhos entre lágrimas. Assim como lembrei também do meu pai – e que hoje não está mais aqui -, mas que esteve ao meu lado emocionado e orgulhoso quando me conduziu até a igreja. Ele dizia que era cedo demais para me perder e eu respondia que isso jamais aconteceria; e confesso que as lágrimas me acompanharam enquanto assistia  Claire  e Jamie  acompanhando Brianna em seu grande momento.

Uma das coisas que mais senti falta na quarta temporada foi de como o nosso casal foi esquecido e o amor deles deixado de lado, como se de repente casais com mais idade não sentissem mais amor, cumplicidade, intimidade, desejo e paixão. Só que neste episódio eles resgataram tudo isso. Seja nos momentos em que Jamie e Claire conversavam e cúmplices trocavam confissões, temores e sonhos com sorrisos e trocas de olhares apaixonados. Como na bela cerimônia de Roger e Brianna e a troca de votos, foi impossível não lembrar do casamento de Jamie e Claire, dos votos trocados, do amor e da noite de núpcias; que continua a ser o meu episódio preferido até agora.

E teve noite de núpcias para os recém-casados. E foi preciso que  Roger  usasse o seu maior talento para se conectar com Brianna que descobriu sem querer que Lorde John Grey trazia notícias nada agradáveis para Jamie sobre o paradeiro de Stephen Bonnet, o estuprador que fez tanto mal para ela e que ainda a aterroriza. Roger consegue com o seu canto embalar a sua noite de amor e não só a deles, mas também a dos sogros e a de Jocasta Murtagh. Foi divertido demais ver  Jamie  e  Claire tentando se amar com o pequeno Jemmy chorando no cômodo ao lado, e mais divertido ainda foi ver a implicância de Jamie para com Roger. Tal pai, tal filho, ou seja, os chorões Mackenzies.

Falando em Jocasta e Murtagh, eles também tiveram o seu momento de amor depois que a tia de Jamie foi levada  floresta adentro por seu fiel empregado Ulysses até a cabaninha de Murtagh. Mas também foi o adeus, pois mesmo havendo sentimentos entre eles, tanto  Jocasta  como  Murtagh sabiam que seria impossível a continuidade para aquele amor. Porque Murtagh era um fugitivo com a cabeça a prêmio e ele jamais deixaria a Sra. Cameron arriscar o seu nome e o seu patrimônio. E Jocasta já está com planos para o seu quarto casamento com Duncan Innes.

Tia Jocasta também nos brindou com um ótimo momento em que testa Roger ao informar que pensava primeiro em deixar Brianna como a sua herdeira, mas pensou melhor e achou que o melhor seria deixar tudo para o pequeno Jemmy, pois assim mesmo Roger não sendo o pai legítimo do menino não o maltrataria.  E finalmente Roger tomou atitude deixando claro que nem ele, Brianna ou Jemmy  não querem nada dela. Aliás, mandou que ela enfiasse todo o dinheiro no traseiro dela. Hahahaha,  Roger passou no teste da titia e como Jamie várias vezes já disse, um Mackenzie é ardiloso como uma raposa.

O consultório de Claire vai de vento em popa e os pacientes fazem fila a sua porta para tratamento. Já ficou implícito que a cientista irá em busca de meios para aliviar a dor dos seus doentes. Não vejo a hora de ver a minha médica preferida em busca da penicilina, éter e mostrando para Jamie os pequenos vilões invisíveis e alguns soldados também invisíveis e férteis. E não é que Josias Beardsley apareceu e Dona Lizzie já surgiu toda seduzente? Este com certeza é o plot que eu mais aguardo em  Outlander – Lizzie e os seus gêmeos.

E o governador mostrou as sua garras e ao que veio. Ele faz uma grande pressão para que  Jamie comece logo a caçada em busca dos Reguladores e principalmente por Murtagh, já que o governador o quer preso e depois morto o mais rápido possível. Para isso deixa um regimento em Frasers Ridge e informa que eles devem sair em campanha dentro de uma semana. 

Jamie conta para Claire sobre a conversa que teve com o governador e ela já teme pelo o que virá, e, principalmente com Roger por ser tão inapto nas artes da guerra. Jamie então mostra que o guerreiro highlander está vivo nele. Veste o seu antigo kilt – e que saudades de ver Jamie de kilt -, e convoca o seu povo acendendo a cruz de fogo. Ele fala sobre a lealdade de um guerreiro para o seu chefe. O discurso de Jamie e o juramento que é feito lembra em muito quando os guerreiros dos clãs juraram lealdade a Colum Mackenzie na primeira temporada. Jamie, então chama  Roger  como o filho da sua casa, como o seu capitão e finalmente o aceita em seu coração. Depois chama também Fergus que é o filho  do seu nome e coração. Mais uma vez foi lindo e emocionante. E confesso que se  Jamie  aparecesse vestido de kilt e fazendo esse discurso, eu o seguiria até os confins do inferno sem pestanejar. 

Finalmente chegamos ao momento mais emocionante e triste do episódio, logo na abertura vemos um Murtagh jovem e o pequeno Jamie que acabara de perder a sua mãe. Murtagh aparece e fala sobre o juramente que fez a mãe de Jamie e que o faz novamente a ele de jamais o abandonar.  Jamie  conta para Murtagh sobre os planos do governador e de como ele não pode recuar dessa missão, pois fez um juramento e se não cumprir as suas ordens, não só perderá as suas terras como também será um traidor.  Murtagh entende e se sente feliz por ClaireBrianna e Roger serem viajantes do tempo e terem mudado a vida de Jamie, ele não se ressente quanto à felicidade do afilhado, mas espera que Jamie também não se sinta ressentido por ele não desistir de suas convicções e lutas. Jamie fala que jamais terá esse sentimento, diz que ali perto dele não é mais seguro e pede que ele quebre a sua promessa e  o  deixe, que vá embora e que se torne difícil de encontrar. Foi de cortar o coração, ver dois homens tão fortes, honrados e que se amam tanto terem que se separar. Ver Jamie chorar é demais para mim. Interessante como a figura paterna foi lembrada desde o início até culminar com esse momento final do episódio. Jamie com o padrinho e a figura de pai que Murtagh sempre passou a ele. Jamie com Brianna se sentindo dividido entre ganhar uma filha e a perdê-la para o casamento. Brianna pensando em seu outro pai Frank, mas feliz pela oportunidade de conhecer seu Pa Jamie, ficar com sua mãe e casar com o homem que ama. Jamie aceitando Roger e Fergus como filhos. Roger com o gesto simbólico abençoando com sangue Jemmy como o seu filho. E mais uma vez, Jamie deixando Murtagh livre da sua promessa e provando que juramentos podem serem quebrados desde que seja para proteger a quem se ama.

Este foi um episódio muito bom e não querendo ser muito otimista, mas já sendo, fez com que eu lembrasse da primeira temporada que chega quase à perfeição. Bem escrito e dirigido. Com ótimas interpretações, mas este episódio foi todo do guerreiro Jamie e de Sam Heughan brilhando e mostrando que cresceu muito como ator. Adorei os momentos entre Jamie e Claire, assim como Murtagh e Jocasta. Como também gostei de Brianna e Roger aparecerem como personagens secundários que são e enriquecerem toda a trama. Ansiosa pelo próximo episódio e pelos meus Frasers que confesso estava morrendo de saudades.

OUT¹: Simplesmente amo FersaliFergus e Marsali – e toda a fértil família deles. Pelo o que entendi, além de Germain e Joan, a Fèliccité também já está a caminho. E que maravilha foi ver o pequeno Germain irrequieto durante a cerimônia de casamento, brincando com as mãos, deitando sobre o colo do pai e depois pedindo para Roger não tocar em sua cabeça porque o grande-père falou que todos os presbiterianos são piolhentos. E a mãozinha do pequeno Jemmy batendo nas costas de Brianna? Amo as crianças de Outlander!

OUT²: Foi muito engraçado o trava línguas que fizeram durante a festa de casamento e ficou claro que o uísque de Jamie queima como querosene, e, que ninguém gosta de Shakespeare, além do pobre Lorde John Grey que passou a noite entre bêbados.

OUT³: Foi maravilhoso rever os meus Frasers novamente, ver as crianças, Claire e Jamie apaixonados e se amando, mas cadê você Adso? O meu personagem animal preferido. Não demore muito meu gatinho!

Saga Outlander

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube e do Telegram!


Um comentário sobre “Outlander 5×01 – The Fiery Cross

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s