Conheça Trisha Biggar, a nova figurinista de Outlander

Por Lynette Rice – 14/02/2020

Há um novo xerife no departamento de figurinos de Outlander!

Depois de Terry Dresbach anunciar sua intenção de deixar a série da Starz após a 4ª. temporada, os produtores contataram Trisha Biggar, natural da Escócia, para assumir a tarefa muito importante de vestir a boa gente da Colina Fraser. Aqui, a estilista veterana e indicada ao BAFTA (cujos créditos incluem a franquia Star Wars e o drama da NBC Emerald City) fala sobre sua participação no drama da Stars em sua 5ª. temporada e por que ela mudou a cor do vestido de noiva de Bree de azul para creme no episódio de estreia.

Trisha Biggar

ENTERTAINMENT WEEKLY: Você já se juntou a alguma série no meio do caminho?

TRISHA BIGGAR: Eu assumi o figurino na segunda temporada de DaVinci’s Demons. Eles fizeram a primeira temporada e eu fiz a segunda e a terceira. Houve uma grande mudança na aparência dos personagens. Era isso o que eles queriam quando eu assumi. Desta vez, as coisas têm sido um pouco diferentes. É uma continuidade de suas vidas e eu certamente quero manter alguns aspectos, alguns toques da temporada anterior.

Você sentiu medo de substituir Terry Dresbach?

Foi interessante assumir o controle!  Terry fez um trabalho fabuloso. Seus trajes eram bonitos e muito diversificados ao longo da vida dos personagens. Eu acho que tenho bagagem suficiente. Figurinos não me assustam desta maneira. Obviamente, é um desafio, porque todo trabalho é um desafio. Tenho sorte por ser natural da Escócia e por isso eu tenho uma história com muitas pessoas que já trabalham aqui. Eu não estava vindo como uma estranha. Então, para mim, foi uma transição muito fácil em termos de equipe, e eu também já trabalhei com alguns dos atores em outras situações. Então, isso é bom.

Você já fez criações para a Escócia do séc. XVIII?

Não! Então, isso também é legal. É muito divertido.

Você sente uma necessidade de permanecer fiel ao tom que já foi estabelecido em uma série ou a história te dá liberdade suficiente para seguir em direções diferentes?

Eu acho que a história me dá liberdade o suficiente. Muito tempo se passou. As coisas evoluem, a aparência muda e evolui. Os Frasers estão no mesmo lugar por um longo período de tempo. Portanto, existe a possibilidade de eles montarem um guarda-roupa. Durante algum tempo, por causa da história, suas roupas eram bastante limitadas e eles reciclavam muito. Era por necessidade e também porque isso acontecia naquele período – as pessoas cortavam seus vestidos e você veria o mesmo tecido 40 anos depois no vestido de outra pessoa. Qualquer coisa que viesse do extremo Oriente para a Europa, chegava às colônias. Havia também muita gente fabricando seus próprios tecidos por causa dos problemas políticos com o Reino Unido, com a Grã-Bretanha.

E o guarda-roupa da Claire este ano? Ela tem meios para adquirir tais vestidos?

Muitas pessoas se mudaram para a Colina Fraser. Existem pessoas com habilidades diversas e, naquele momento, as pessoas compartilhavam suas habilidades. Claire também sabe costurar. E Marsali é uma costureira experiente. Existe muitas possibilidades para que coisas novas sejam feitas.

Como você escolheu suas cores?

Eu queria cores bem naturais. Na Escócia, no que se refere à nossa paisagem, temos as urzes, as montanhas, o musgo e algo como cinza, às vezes. E tons de marrom! É bom que nas colônias tem muita luz. Os tecidos são mais leves. Estamos usando menos lã e mais lenços e tecidos caseiros que têm mais leveza.

Vamos falar sobre o vestido de noiva da Bree!

No livro, fala-se sobre um vestido azul. Nós discutimos se levaríamos isso adiante. Como o casamento é ao ar livre e não tínhamos certeza de como estaria a vegetação, eu achei que o azul não se destacaria da maneira que desejávamos. Naquele ponto, os tons de creme estavam muito na moda como cor de base, e as pessoas estavam realmente começando a usar o creme e o branco para casamentos. Então, eu fiz o vestido na cor creme e depois quis introduzir alguns detalhes da Escócia. Nós bordamos alguns cardos escoceses – umas faixas por toda a bainha e no corpete. E, então, fizemos alguns cardos tridimensionais descendo na parte da frente para prender o corpete. Ficou ótimo. Ficou realmente muito bom.

E como você explica a maneira como ela conseguiu esse vestido?

Ela mesma o fez! Ela conseguiu o tecido no guarda-roupas da tia Jocasta. Na quarta temporada, enquanto Brianna esteve em River Run, houve uma conversa sobre o armário da tia Jocasta. Claire fez o bordado.

EW tem bastante conteúdo planejado para a 5ª. temporada de Outlander. Além dos nossos resumos semanais e entrevistas Post Mortem com o produtor executivo Matthew B. Roberts e com os astros, nós continuaremos a fazer o resumo semanal para a SiriusXM. E você não precisa estar conectado para assistir!

Outlander… on Demand! pode ser encontrado no app SiriusXM todas as segundas-feiras com início em 17 de fevereiro. É só fazer a busca pelo nome da série. E não deixe de seguir @linetterice no Twitter para saber as últimas novidades da Colina Fraser.

Fonte: EW

A 5ª. temporada de Outlander estreou no domingo na Starz.

Curta nossa página no Facebook, conheça nosso grupo, Apaixonados Por Outlander, nos siga no Twitter e Instagram. Inscreva-se no nosso canal do Youtube.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s