[Resenha] Outlander 6×07 – Sticks and Stones

“Eu escolheria você de novo.” – Claire Fraser

Outlander retornou depois do trágico assassinato de Malva. Os moradores de Fraser’s Ridge estão convencidos de que Claire tinha o motivo, os meios e a oportunidade para cometer esse crime terrível.  Após o sequestro, espancamento e estupro que Claire sofreu e ao longo desta temporada, a vimos tendo inúmeras alucinações com Lionel Brown. E neste episódio especificamente, as alucinações com Lionel recorrem à feitiçaria, tendências egoístas ou exploram a raiva e a traição que Claire sentiu pela falsa acusação de Malva a Jamie. Claire se mostra mais vulnerável e quebrada, porém mesmo com uma realidade tão cruel, o amor que existe entre Jamie e Claire sempre será a base para tudo. Para recomeços e curas.

Quando Jamie a resgatou na floresta, Claire saiu daquela experiência quebrada. Durante todo o tempo, Claire tentou se reerguer e, na maioria parte das vezes ela conseguiu. Só que justamente quando Claire pensou que havia juntado seus pedaços e se reconstruído, tudo veio abaixo novamente e justamente onde ela se sentia mais segura, em sua casa. No decorrer desta temporada, Claire buscou a fuga de todos os seus traumas e fantasmas através do éter. Logo no começo do episódio, ela se recusou em usar o éter porque percebe que o alívio é momentâneo e que tudo fica pior quando o efeito passa.

Tom e Allan Christie estão convencidos de que Claire é de fato uma bruxa por ter feito a cesariana de emergência, fora que ter sido a primeira a encontrar o corpo de Malva, não ajudou em nada. Tom insiste que Malva não seja enterrada em solo sagrado, pois ela era uma prostituta e estava grávida de um bastardo. Muitos dos moradores de Fraser’s Ridge acreditam que Claire assassinou Malva por ciúmes ou simplesmente por ser uma bruxa. E os Bugs, Hiram Crombie e Obadiah Henderson não ajudam em nada com os boatos que espalham.

Fraser’s Ridge ainda não tem um ministro oficial e Roger concorda em fazer o funeral de Malva. Ele percebe que ser um ministro é de fato a sua vocação. Ele fala para Brianna que finalmente encontrou algo para fazer tão bom quanto como ele se sentia ensinando no século 20. E Fraser’s Ridge terá apenas que lidar com um ministro presbiteriano que é casado com uma católica. Mas com certeza isso não será nada, afinal, tendo um sogro que engravida mocinhas e uma sogra que é bruxa, será até tranquilo.

O funeral de Malva é sombrio assim como os Christies foram como família. Allan não permite que Jamie carregue o caixão de Malva e quando Claire pega o caixão do bebê, Allan tira das mãos dela. Ele culpa todos os Frasers por terem vidas perfeitas enquanto ele está arruinado. Todos interpretam a sua raiva como a de um irmão de luto. É interessante que no começo do episódio, Malva confessa à toda congregação e nessa mesma igreja que a sua pureza foi tomada dela justamente por quem só deveria tê-la amado e protegido. Quem seria essa pessoa que devia tê-la amado e protegido, mas que abusou dela?

Claire volta a usar o éter porque a culpa e os traumas personificados em Lionel Bronw não a deixam em paz. Ela se culpa por escolher Jamie, pelo o que aconteceu com Brianna, Roger e por ter mudado a história deles. Ela finalmente conta a Jamie tudo o que ela está passando. Sobre os traumas, fantasmas e toda culpa que está carregando e também sobre como tem recorrido à fuga do éter.

Jamie fala para Claire que ele também passou por isso quando sofreu nas mãos do odioso Black Jack. Porque ele se encontrava em um lugar tão escuro que via a morte como a única saída de encontrar a paz e, como a única forma de fugir da realidade. Mas que apesar dele negar que o ajudassem, foi ela quem invadiu aquela escuridão em que ele vivia para libertá-lo. Foi Claire quem lutou por ele e pelo amor deles. E ele só precisa que ela faça isso de novo agora e que o deixe chegar até ela, dentro da escuridão que ela está e que confie nele e, no amor deles para fazer isso.

Jamie e Claire passaram por tanta coisa, tantos sofrimentos, tantas perdas, mas o amor e a parceria sempre foram maiores do que tudo. E Claire escolheria Jamie novamente. Sempre. Mesmo sendo egoísta, Jamie sempre seria a escolha dela. Por isso que é tão apaixonante acompanhar a esses dois e a esse amor, porque não há nada que possa quebrá-los ou separá-los. O amor de Jamie e Claire é atemporal e vê-los lutar por esse amor é emocionante.

E finalmente o “trisal” de Outlander acontece. Lizzie, Josiah e Keziah estão esperando um bebê. Lizzie confessa à Claire que não sabe de quem é a criança. Ela conta que tudo começou quando ela ficou doente da malária e os rapazes ajudaram a passar o unguento na pele dela, daí uma coisa levou a outra e aconteceu. Claire veio do século 20 e a sua principal preocupação é saber se Lizzie sofreu violência ou foi coagida de alguma forma. Lizzie diz que não e que ama os gêmeos igualmente. Jamie exige que Lizzie escolha um irmão para se casar e como ela se nega a fazer isso, ele faz um sorteio e Keziah é o vencedor. Jamie junto com Claire são testemunhas dos votos trocados entre Lizzie e Keziah e ele diz que o matrimônio será oficializado assim que um padre vier à Ridge, mas exige que Josiah saia de Fraser’s Ridge e só volte após o nascimento da criança. Só que Lizzie mostra que é mais esperta do que Jamie e vai durante à noite até a cabana de Roger e Brianna pedindo que Roger a case com Josiah. E o “trisal” está formado e Lizzie passa a perna em Jamie e Roger de uma vez só, ela consegue casar com Keziah na religião católica e com Josiah na protestante. Com certeza Lizzie é a grande revelação de todos os tempos de Outlander.

Roger parte com Brianna e o pequeno Jemmy para se tornar um reverendo. Claire e Jamie acreditam que finalmente vão ter um pouco de paz e sossego, mas um grupo de homens chega em Ridge. É Richard Brown que junto com sua milícia quer levar Claire presa pelo assassinato de Malva. E conhecendo Brown é de se presumir que ele está se aproveitando do que aconteceu com Malva para se vingar da morte do seu irmão, o horroroso do Lionel Brown.

Claire já sofreu tanto nesta temporada e não consigo imaginar que ela vá de boa vontade com Brown e seu homens. E com certeza Jamie não vai ceder. Ele vai morrer defendendo-a. E assim caminhamos para o final desta temporada que considero como uma das melhores e mais sombrias de Outlander.

Out¹: Volto a dizer que Claire sofreu demais e é só ver a forma como o rosto dela se contorce quando avista Richard Brown e seus homens, ou quando sente os olhares julgadores da comunidade que tanto ajudou. Dói vê-la assim porque sempre nos acostumamos a ver a versão da Claire forte, corajosa, rebelde e determinada. E que atuação Dona Caitriona!

Conheça nossas redes sociais:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s